Publicado em Sem categoria

Papo de moça

Olá gente! Hoje eu fui naquele bate papo que eu divulguei aqui foi bem interessante a consultora de moda Valéria explicou a sua profissão que é bem parecida com que o pessoal do esquadrão da moda faz, mas de uma maneira mais pessoal e também comentou aspectos sobre como se vestir conforme o tipo do corpo e trouxe figuras para ilustrar, falou também sobre o que usar nas ocasiões sociais onde falam aqueles nomezinhos que a gente nunca sabe com que roupa vai, tipos de biquinis e tirou dúvidas da mulherada.  No fim resaltamos as dificuldades das pessoas acharem roupas para os extremos e deu pra perceber que não são só as gordinhas que sofrem, mas as baixinhas, as magrinhas e as mais velhas. Eu adorei ir pra lá a loja Doce de Moça tem um ambiente bem legal, apesar de ser uma butique, quando entrei lá me senti bem, a dona é bem simpática assim como todas por lá por que eu era a única estranha que não era amiga da dona e nem morava perto e elas fizeram questão de me atender super bem. Sempre que eu tiver uma oportunidade de ir esses encontros é bom tentar ir. A Doce de Moça está de parabens,  primeiro pela iniciativa de fazer o encontro e levar uma profissional para comentar (para não virar senso comum) e trocar ideias e conhecer melhor as necessidades das pessoas.

Ainda ganhei umka lembrancinha coisa mais lindinha com meu chocolate favorito:

Publicado em Sem categoria

Papo de Moça 20 de janeiro

“PAPO DE MOÇA”

O que é? O Papo de Moça é um projeto da loja Doce de Moça que reune mulheres para a discussão de vários assuntos pertinentes ao universo feminino. Para facilitar este papo, haverá sempre um especialista palestrando sobre o tema da noite.

Quando? 20 de janeiro, quarta-feira

18hs (coffee break)
19:30hs (início do papo)

Onde? Loja Doce de Moça ( Av. Wenceslau Escobar, 2666 loja 107 )

Entrada 1 kg de alimento não perecível

Papo deste encontro…
A consultora de moda Valéria Adami, baterá um papo sobre a importância de saber se vestir de acordo com as roupas certas para cada tipo de corpo.

Esclarecerá dúvidas sobre o que é uma personal stylist e dará dicas de roupas que valorizam diferentes biotipos.

Venha ” bater” este Papo de Moça conosco e aprenda a valorizar seu corpo, afinal, a beleza está nas diferenças

Vagas limitadas! Confirme sua participação pelo
docedemoca@gmail.com ou 3012.3599

Publicado em Tendências

A música e a sua influência na moda (anos 90)

Nos meus 23 anos bem vividos de idade eu já escutei muita coisa e me influenciei por diversas vezes pelo estilo de vestimentas que os cantores usavam. Anos 90, com uns 8 anos comecei a saber o que é música, escutei meu primeiro CD e comecei a gostar de Hanson (era apaixonada), Queen, Green Day, Blur, Pato Fu, Paralamas, Skank, Shakira (dessa eu gostava muito), Planet  Hemp, Mamonas Assasinas, Nação Zumbi, Tropicalha, Caetano Veloso e tudo que a MTV transmitisse. Claro, com forte influencia dos meus 3 irmãos mais velhos que mais do que eu gostavam muito de música. E também com algumas exceções tipo Red Hot Chili Peppers, que eu detesto 🙂

A impressão de estilo que os anos 90 me trazem é a dos jeans coloridos, dos fechos de botões, calças “centropeito”, calça de laicra, camisa xadrez,  da mtv, blusa cigana, calça rasgada, meia arrastão, cabelos loiros,  do espaço pro Pop, Rock, pro Grunge, pro Hard Rock, pra MPB e pra Black Music.

Lembram da flor que aparecia no clipe de MMBop dos Hanson? Eu comprei, ela é linda e se chama amor perfeito hehe, sempre quiz ter os drads e o cabelo vermelho e os olhos pretos esfumaçados da capa do segundo CD da Shakira. Gastei 50 R$ (que na época era grana) em uma camiseta da marca adidas igual a que o Zack Hanson frequentemente usava.  Usei calças rasgadas ou a puia com lixas de parede para ser um pouco grunge, tentava imitar as coreografias de Stop das Spice Girls ou o tom de voz da Alanis na música Ironic. Nunca fui muito de Madona, mas à invejei no Clipe de Frozen com aquelas tatoos de renna. O Hard Rock também influenciou a moda com seu estilo irreverente e suas roupas sensuais e suas botas de Cowboy, até pouco tempo atrás tinham amigos que adoravam imitar bandas como Guns e Skid Row. Queen e Kiss também são bandas com presença de palco e capacidade de influenciar uma galera, mesmo sendo de um estilo mais peculiar o glamour e as tintas e a coroa que muitas vezes Freedie Mercury usou em suas canções deixou muita gente comovida. Lembro das festas de Clubber que passava na TV a cabo e obviamente gostaria de ter aqueles cabelos coloridos e diversos pircings no corpo, cheguei a fazer dois por conta própria, mas mamãe  não me permitiu que eu os usasse #).  E como não me lembrar das duas primeiras músicas brasileiras que eu decorei: Como uma Onda – Lulu Santos (antes de ser abertura da malhação) e Uma música do Cidade Negra

Vou deixar vocês com as fotos das bandas/estilos de música que marcaram época e marcaram a moda nos anos 90

A marca adolescente da vestimenta dos anos 90 é bem retratada nesse seriado chamado no Brasil de Barrados no Baile que era otemoooo!